quinta-feira, 26 de junho de 2014

NA CASA DA CLAUDIA VILAÇA


Estou ajudando um amigo de 21 anos a fazer uma dieta de muito baixo carboidrato e alta em gorduras, da forma mais natural possível. 

Uma dieta à minha moda, muito simples, sendo quase todos os alimentos orgânicos ou selvagens (no caso dos peixes).


Sucesso absoluto !!!

Em uma semana, meu amigo perdeu 6cm de cintura (de 116 para 110), 5cm de quadril e 2,5cm na medida do peito. 

Ele é meu hóspede e não sabemos o seu peso.


Dias atrás, durante uma conversa sobre nutrição e saúde, eu o convenci a experimentar o meu estilo de alimentação. 

O jovem universitário - que vive à base de fast-trash food, sanduíches, pizzas, frituras, refrigerantes, sorvetes, doces, uma montanha de carboidratos e todo o tipo de comida altamente processada -, topou na hora ser o piloto de provas da "dieta da Claudia Vilaça". 

Comprometeu-se a comer apenas os alimentos que eu determinasse, nas porções servidas. Nem mais nem menos, sem se desviar.

Tudo fresquinho, natural e orgânico. 

Tudo preparado por mim, pessoalmente.


Começamos naquele dia mesmo, sem que ele se pesasse; apenas tiramos as medidas do peito, quadril e abdômen (aquela barriga respeitável em uma pessoa tão nova e inteligente morando na minha casa se apresentava como um desafio para mim ;-)


Claudia Vilaça - 52 anos

Dieta 100% natural e orgânica

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


Hoje, depois de uma semana de dieta natural, medimos novamente. 

Meu hóspede, que só usa camisas largas para fora da calça de elástico na cintura, nem acreditou. 

Seis centímetros de barriga desapareceram, e ele comendo tanta coisa gostosa e em porções generosas, preparadas com o maior capricho!

Ainda bem que eu tinha anotado os valores iniciais.


A acne intensa que cobria o rosto, o pescoço, os braços e as costas também melhorou muito, as espinhas inflamadas agora estão com uma casquinha, quase secas.

Ele dorme bem, concentra-se no trabalho e nos estudos. 

O próximo passo é levá-lo para treinar comigo, porém ainda estamos tentando conciliar os horários.


Ele está curtindo a comida, é super disciplinado, não saiu da dieta nem uma vez nesses sete dias. Disse que só ficou com vontade de provar algo diferente ao ler um conto em que o personagem é chefe de cozinha e estava preparando molhos, cremes e massas... 

Deu água na boca mesmo - lembrou -, mas passou logo. 

Foi só o meu amigo dar um pulo na cozinha e olhar para o lindo prato de ovos recheados que eu deixara para o lanche para a sua "fome vazia" e compulsiva ir embora rapidinho. 


O bacalhau no azeite do jantar de hoje é disparado, até agora, o campeão de audiência. Recebi elogios emocionados! O peixe selvagem (não criado em cativeiro) estava dourado, perfumado, saboroso, uma festa para os sentidos.

Outras delícias da "minha" dieta: sobrecoxas de frango assadas, acompanhadas de salada verde e maionese caseira; hamburguer alto com tempero picante, rosadinho no interior; salmão grelhado na manteiga; bolo e bolinhas assadas de carne moída com óleo de coco; refogados de carne e vegetais; omeletes diversas, ovos mexidos, ninhos de ovos ao forno para o café da manhã; balinhas geladas de óleo de coco, e muito mais.


Vendo o exemplo do nosso hóspede, meu marido se animou e entrou na brincadeira. 

Nesta primeira semana fazendo a mesma dieta que o rapaz de 21 anos, ele viu o ponteiro da balança despencar. As calças estão caindo porque não há mais furos nos cintos, mesmo o último furo sobra na cintura. 

Teremos de fazer outros furos ou comprar cintos e roupas de tamanho menor.

O rosto está mais fino e a pele brilhante. Com a nossa "terapia caseira de rejuvenescimento", meu marido esbanja energia do alto dos seus 57 anos.


Ou seja, a alimentação 100% natural de baixo carboidrato e GORDURA ORGÂNICA alta é colorida, variada, fácil de seguir e funciona para todo mundo: para quem quer perder gordura corporal, para ganhar massa muscular, para desintoxicar o organismo, para acabar com a TPM e regular os hormônios, para dormir melhor, para reforçar a imunidade e diminuir a inflamação em todas as idades, para ambos os sexos.

Sem remédios, sem cálculos de calorias e sem complicações.


Claudia Vilaça - 52 anos

Dieta 100% natural e orgânica

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


A base da dieta que ofereço ao meu hóspede é frango orgânico, peixes selvagens (salmão e bacalhau), ovos também orgânicos. Um pouco de carne "de supermercado", e isso apenas porque tenho tido grande dificuldade de encontrar carnes de animais criados naturalmente. 

Também abri uma exceção para algumas fatias finas de presunto cru, item cuidadosamente garimpado no balcão de frios da melhor loja da cidade. A única marca sem maltodextrina, dextrose, glicose, açúcar, amido, soja, glúten, gordura trans ou leite em pó (!!!) entre os ingredientes.


Manteiga artesanal orgânica, azeite de oliva extravirgem, muito óleo de coco virgem orgânico Dr. Orgânico

Vegetais: folhas verdes cruas em todas as refeições (até no café da manhã), brócolis, couve-flor, repolho. Gotas de limão na água e para temperar os ovos cozidos recheados que inventei.

Água mineral e chás de ervas, sem cafeína.

Por enquanto, sem frutas. 

ZERO açúcar.

ZERO glúten.

ZERO suplementos e produtos sintéticos.


O único derivado do leite é a manteiga orgânica, já que os queijos e os lácteos em geral absolutamente não combinam com toda aquela acne.

Também sem nozes e castanhas, pelo mesmo motivo.

---

Estamos todos empolgados com os resultados! 

Tanto que até me surgem idéias incríveis, do tipo fazer da minha casa um spa orgânico, um hotelzinho low-carb 100% natural com pensão completa de seis refeições por dia, um lugar onde os meus hóspedes se alimentem de comida sem agrotóxicos, sem conservantes, sem corantes e ingredientes artificiais, sem hormônios, sem venenos.

Um espaço em que a saúde, o bem-estar, o peso ideal, a plena forma física e mental e a ausência de doenças sejam a regra e a consequência inevitável.


O que você acha? 

Gostaria de vir passar uns dias comigo? 

Fazer compras e acompanhar o preparo das refeições?

Você me ajuda com a louça? Eu lavo e você enxuga e guarda, ok?


Podemos treinar juntos também!!!

Ganhar massa muscular, força, muita disposição. Reduzir gordura corporal. Perder peso, secar a barriga, enrijecer pernas e braços.


Você quer? Topa? 

Vamos, diga que sim!


Ah, mal posso esperar. Por isso pensei em um jeito de começar imediatamente, aguarde novidades em breve.

44 comentários:

  1. Eu quero ser tua hóspede!!!! To torcendo pelo sucesso do seu amigo e o seu, sempre.... beijos.

    ResponderExcluir
  2. SIM! Adorei a idéia! A dieta é fácil (já faço a algum tempo). O meu desafio seria treinar com voce, pois comecei a fazer musculação semana passada, estou bem animada (e doída)!
    Beijos!
    Patricia

    ResponderExcluir
  3. Opa!!!
    Está aí uma proposta interessantíssima, hein?? Sim sim sim! ;)

    ResponderExcluir
  4. A ideia é sensacional, tomara que dê certo!

    ResponderExcluir
  5. Meu Deeeeus! Meu sonho! Você deveria ser um health coach Cláudia!
    Sou super fã!

    Evania Carvalho

    ResponderExcluir
  6. Bah!!! Sensacional... Adorei a ideia! Também quero ser sua hospede! Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  7. Estimada Claudia, inicialmente, parabéns pela iniciativa em ajudar o seu hóspede e sensacional a sua ideia. Aprenderia muito se tivesse a oportunidade de conversar com você, conhecer suas opiniões, seria uma aula, ou melhor,uma palestra. Atenciosamente, Alextriatletapaleo

    ResponderExcluir
  8. Eu também gostaria de passar uns dias na sua companhia e aprender mais sobre sua dieta e seu treino.
    Atenciosamente.
    Juliana Sirino

    ResponderExcluir
  9. Eu quero muito me leva

    Josélia Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vocês topam vir me visitar e passar uns dias comigo, Lu, Patricia, Mila, Martinha, Evania, Paula, Luális, Alex, Juliana, Josélia!

      Peço que esperem só um pouquinho porque eu estou arrumando a casa :-)

      Vamos cozinhar e treinar juntos, conversar, trocar idéias e experiências, vai ser uma festa!

      Excluir
  10. Que idéia maravilhosa!!! Hehehe fiquei super curiosa para aprender umas receitas, pelo que conta seus pratos parecen ser deliciosos!! Fiquei com água na boca, nunca tinha ouvido falar em bala de oleo de coco, tb quero aprender sobre a forma como prepara os peixes, a maionese caseira e esses ovos recheados?! Poderia sim haver um post culinaria!!!! Bjão Sarah gebert ( gravidalowcarbpaleo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou mostrar o preparo desses e outros pratos em vídeos, ok, Sarah?

      São todos fáceis e rápidos de fazer, com poucos ingredientes, sem complicações nem perda de tempo.

      Importante é a qualidade da comida! Que seja sempre natural, sem aditivos nem produtos sintéticos, sem misturas perversas, sem toxinas.

      E também evitar coisas como o contato de plástico e alimentos quentes, alumínio, água clorada e outras.

      Beijo!

      Excluir
  11. Cláudia, como fazer uma dieta de baixo carbo gastando pouco ? Ao me ver essa é a maior dificuldade pra mim... salmao, bacalhau, tilápia, sao muito caros...
    Frango é barato mas enjoa comer só frango ehhe.. Da umas dicas, talvez pdoeria fazer um post de como economizar em uma dieta de baixo carbo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande idéia, Sergio, adorei, muito obrigada!

      Vou, sim, escrever um post com sugestões simples e baratas em uma dieta de baixo carboidrato.

      Ovos são baratos e rendem uma infinidade de combinações saborosas. Carnes mais em conta para fazer na panela de pressão, por exemplo acém, ossobuco, braço, músculo, ah, ficam uma delícia! E o caldo você ainda pode usar para sopas com vegetais, que tal?

      Atenção com a tilápia, o peixe transexual.

      Leia aqui: http://exame.abril.com.br/meio-ambiente-e-energia/noticias/por-que-os-ambientalistas-odeiam-a-tilapia

      Os peixinhos de água doce criados em cativeiro ou piscinas recebem rações à base de ingredientes que não fazem parte da alimentação da espécie (tipo a "doença da vaca louca", você se lembra?). Os resíduos das rações com soja, milho etc desequilibram o ambiente e causam sérios prejuízos a outras espécies.

      Além disso, as tilápias recebem hormônios para mudar de sexo, pois os machos crescem muito mais que as fêmeas e representam mais peso e mais dinheiro para o vendedor.

      O que será que fazem no nosso organismo esses hormônios que ingerimos ao comer peixes criados em cativeiro?

      Frango dá para variar bastante, você não vai enjoar se preparar de maneiras diferentes e caprichar nos temperos.

      Excluir
  12. Eu querooooooo!!!! e prometo que lavo toda louça. Adoro suas postagens! Parabéns.....
    Beijos
    Cintya

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você lava a louça, Cintya? Legal!

      Usando sempre luvas de borracha, ok, porque a louça de dieta alta em gordura só fica limpinha com bastante água quente e detergente ;-)

      Eu mostro como costumo fazer quando a gente se encontrar!

      Excluir
  13. Claro que topo!!! Clau, se o "spa" não for possível, vc poderia pensar em palestras, hein? Seria sucesso absoluto!
    Tenho perguntinhas... a dieta é zero carbo, não é? Os rapazes não sentiram nenhum efeito ruim, como dores de cabeça, cansaço? Vc disse que não conta calorias, mas no início diz que o rapaz está consumindo apenas a quantidade de alimento que é oferecida... não é livre, então?

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gi, saudades de você!!!

      A dieta não é zero carbo porque há carboidratos nos vegetais, mesmo que usemos muitas folhas cruas e só um pouco de vegetais com mais amido.

      Também tem um tantinho de carbo nos ovos, mas nem considero isso porque a quantidade diária de carboidratos já é muito baixa e ninguém vai enlouquecer contando as gemas ou os dentes de alho usados no preparo dos hamburguers com tempero picante...

      Quanto aos efeitos negativos, nada, nenhum desconforto, ninguém mencionou cansaço nem dor de cabeça. Eu também não senti nada desagradável quando passei a viver com baixo carboidrato, há dois anos e meio.

      Os rapazes só comentaram que estavam tendo de ir ao banheiro o tempo todo, pois a dieta low-carb high-fat é diurética pra valer, principalmente nos primeiros dias.

      Eu não conto calorias. Defino a quantidade de alimentos que o meu hóspede consome em cada refeição por duas razões:

      - a primeira é que ele tem o hábito de comer rapidamente e sem mastigar direito, engole a comida em duas bocadas, em pedaços grandes. Depois repete ou se serve de pratos enormes!

      Combinamos que ele iria comer devagar e mastigando bem os alimentos. Por isso já faço o prato dele, não quero deixar a travessa de frango na mesa, por exemplo, porque sei que se deixasse ele comeria muito mais do que a fome, por puro hábito mesmo.

      A quantidade não é livre, mas é farta e sacia. Se ele sentir fome depois de algumas horas, faz uma refeição intermediária e completa, um lanchinho com proteínas, gorduras e vegetais. Não tem por que devorar um boi de uma vez só, entende, Gi?

      - a segunda razão é que nesta dieta a quantidade de proteína deve ser moderada. O excesso de proteína vira glicose, e na presença de glicose, nosso corpo pára de usar a gordura como fonte de energia.

      Se você considerar que a refeição é composta de carne ou ovos (proteína) com salada, comer muito sem atentar para a quantidade moderada de proteína vai prejudicar o processo de perda de peso.

      No meu caso, que não tenho o objetivo de emagrecer, também cuido das quantidades, ou melhor, da proporção de proteínas (médias), carboidratos (mínimos) e gorduras naturais (altas) em todas as refeições.

      Beijão, venha sempre me visitar!

      Excluir
  14. Oi Claudia...espero, de verdade, que esse projeto saia o quanto antes e já quero assegurar meu lugar na fila, viu? Comecei a comer coisas industrializadas e senti os efeitos no meu corpo. Cinco quilos a mais. Quero voltar à low carb, mas tenho muita dificuldade em preparar pratos saborosos pois fico na mesmice do frango assado e carne de panela...só de pensar já sinto enjoo. Não tenho opção de comprar ovos e frango orgânicos e peixes selvagens. Nem sabia que o presunto contém tantos aditivos assim. Qual a marca que você consome? Minha sugestão é que você poste umas comidinhas e o preparo para que possamos variar o que comemos. Dicas de marcas e temperos viria bem a calhar. Obrigada, bom final de semana e um beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada de complicações, Lili, mas tudo com muito sabor e capricho, comer é um prazer de que não abro mão. Com ingredientes simples você tem muitas combinações, não vai ficar na mesmice do frango assado e da carne de panela; também passará longe da dieta padrão dos atletas, à base de peito de frango + claras de ovos + batata doce, geralmente cozidos, sem gordura e sem graça.

      Peixe ao azeite de oliva, bolinhas assadas de carne moída com óleo de coco, ovos de mil e uma maneiras, muito óleo de coco virgem orgânico... A lista das coisas que preparo é como diariamente é extensa, estou preparando um post com a sua sugestão, mas você também pode dar uma olhada aqui, falo das minhas refeições e escolhas:

      http://claudiafitblog.blogspot.com.br/2013/02/4-low-carb-high-fat-100-real-food-baixo.html

      O presunto cru eu não me lembro da marca, acabou, preciso comprar mais e aí colocarei a informação aqui, ok? Sei que conferi minuciosamente a lista de ingredientes dos frios, uma tristeza encontrar tanto amido, tanto açúcar!

      Acompanhando o post, estou produzindo vídeos com o preparo dos pratos, o que acha? Espero te dar idéias para sair da velha batida e retornar, feliz, ao estilo de vida de baixo carboidrato.

      Beijo!

      Excluir
  15. Boa Noite Claudia,
    Cheguei ao seu blog após uma pesquisa no google sobre alimentação sem carboidratos. Tenho déficit de atenção ( não sou adolescente , tenho 34 aos) e minha neurologista disse que uma das formas de melhora do meu problema é eliminar completamente os carboidratos, que alguns estudos indicam que adotar uma alimentação rica em gorduras e proteínas ajuda na concentração, memorização além de fornecer mais disposição. Sempre fiz atividade física ( musculação, mas nunca levei tão a sério quanto vc). Estou com algumas dificuldades em preparar pratos sem carboidrados, não consigo passar do brócolis cozido com filé de frango e confesso que estou enjoada de comer isso, por isso gostaria de aprender a cozinhar com vc, fazer compras e faço questão de lavar e enxugar a louça desde que eu aprenda a fazer as suas quitutes low carbo. Posso me candidatar? Cláudia, onde vc compra frango orgânico aqui em São Paulo? Outra pergunta, vc disse que consome peixes selvagens como o Salmão, ocorre que o salmão vendido no Brasil é criado em cativeiro no Chile e o verdadeiro salmão pescado nas águas geladas do Canadá dificilmente chega no Brasil, poderia me informar quem é o seu fornecedor de salmão e frango orgânico? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse à Lili, no comentário anterior, a dieta de baixo carboidrato e alta em gorduras naturais é um mundo à parte de prazeres e sensações, Carla.

      Eu me sinto livre e aventureira alimentando o meu corpo com tanta coisa gostosa, sem dar atenção aos conselhos preocupados de quem me vê comendo gordura saturada e abrindo mão das fibras dos cereais, da soja, do leite e seus derivados.

      Dizem que eu vou virar uma bola de gorda hahahaha, que estou entupindo as artérias. No mundo fitness, minha alimentação vai contra a corrente dos que acreditam na necessidade absoluta de carboidratos e nos poderes anabólicos da insulina. Nesse meio, não tomar whey protein com maltodextrina, dextrose ou outro açúcar imediatamente depois do treino fará todo o seu esforço ser em vão, além de "comer" e destruir a sua massa muscular...

      A prova de que isso não passa de um grande mal-entendido da parte dos treinadores e atletas: meus ossos são fortes, meus hormônios equilibrados, menstruação regulada com 52 anos, sem ondas de calor, sem TPM, sem peripaques. Perfil lipídico nota 10, tudo bonitinho.

      No seu caso, a dieta low-carb ainda atua como tratamento poderoso de um problema sério, assim como acontece com a epilepsia, com o autismo, Alzheimer, depressão e outras doenças neurológicas. Parece que o low-carb acalma o cérebro e aumenta a concentração!

      Eliminar os carboidratos também trata de candidíase a câncer, passando por diversas doenças autoimunes, sem falar de diabetes e problemas gastrointestinais.

      Eu vou amar ter a sua companhia, Carla! Você também pode me ajudar com os vídeos de preparo de refeições, o que acha?

      Compro frango e ovos orgânicos em grandes supermercados de São Paulo; idem para os peixes selvagens importados, e não o pescado do Chile "bombado" de hormônios e outros venenos.

      Incrível é que o preço do salmão selvagem é próximo do salmão de cativeiro; o bacalhau selvagem, então, sai bem mais barato.

      Um beijo, obrigada pela visita!





      Excluir
  16. eu quero, não esqueça de mim to dentro, essa é a motivação qeu precisava beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É claro que não vou me esquecer de você, Tati!

      Excluir
  17. Cláudia, pelo amor de Deus! N-E-C-E-S-S-I-T-O da receita da bala de óleo de coco e dos fios de ovos ao forno!!! Por favor, hehehe! Muito show!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou preparando um post de receitas e vídeos em que preparo alguns dos pratos do meu dia a dia, Roberta.

      Logo, logo aqui no blog!

      Excluir
  18. Claudia , você tem o habito de tomar café ? Ele se encaixa na sua alimentação ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tomo café nem consumo nada que contenha cafeína, Octavio.

      O mesmo vale para álcool, leite, sucos e adoçantes.

      Eu não uso nenhum tipo de suplemento sintético de vitaminas e minerais. Acontece que o café e alimentos que contêm cafeína prejudicam a absorção de nutrientes importantes, como o cálcio; por essa razão, fico longe de tudo o que possa atrapalhar o equilíbrio das substâncias que o meu corpo precisa e que são supridas exclusivamente por meio de comida e água mineral.

      Ah, café também parece reduzir a produção natural de testosterona ;-)

      Excluir
  19. Oi, Veterana =D
    Cláudia, cheguei a seu blog depois que meu pai me mostrou a reportagem sobre você e o fisioculturismo natural. Se já tinha admirado seu trabalho e dedicação desde o início, posso dizer que essa admiração só aumentou depois de saber que a tal Cláudia Vilaça, além de tudo, é, ainda, formada pela Velha Academia.
    Tenho 22 anos, sou aluna da Turma 184 e algo que me sempre me incomodou nesses 4 anos de SanFran é a pseudo ideia de que nós franciscanas bigodudas somos relaxadas e descuidadas com nossa aparência e nosso corpo, como se beleza e inteligência fossem mutuamente excludentes. Pra mim e tenho certeza de que pra você também, um corpo bem cuidado é, antes, sinônimo de saúde, tanto física quanto mental, e irradia efeitos positivos em todas as áreas da minha vida, seja acadêmico-profissional, seja pessoal.
    Sempre pratiquei esporte, joguei vôlei por equipe durante nove anos, e faz quase quatro que comecei a focar de verdade nos treinos da academia. Atualmente treino na Gaviões, unidade do Bexiga, cerca de seis vezes por semana. Posso dizer que a academia já se tornou um dos meus compromissos diários...haha. Nunca competi, mas confesso que tenho vontade.
    Bom, o fato é que não me dou com suplementos, pois tenho muito problema de acne e, até por isso, tenho muita dificuldade em seguir essas dietas pré-montadas. Quando vi a sua dieta, achei muito legal e pensei que, talvez, fosse a saída para os obstáculos que enfrento. Gostaria muito, e já comecei, de tentar adaptá-la ao meu organismo e às minhas particularidades. Será que você pode me dar algumas dicas de como começar?
    Sei que a sua rotina é bem puxada, mas se sobrasse um tempinho, seria um prazer enorme conhecê-la e ter a oportunidade de trocar algumas ideias.

    De qualquer modo, fica aqui a admiração da sua caloura e nova fã.

    Um beijo,

    Maria Vitória Lanzoni

    ResponderExcluir
  20. Salve, Doutora! Seja bem-vinda ao meu blog e mande um beijo para o seu pai, convide-o também para vir conversar conosco.

    No meu tempo de faculdade (de 1980 a 1984) as meninas da São Francisco se posicionavam, de um lado, entre o visual "li-be-lu" - algo meio hippie, saia indiana, cabelo solto, pulseirinhas - e no outro extremo, as garotas "vestidas de advogadas": taierzinho, blazer, blusa de seda de gola laço (esta voltou à moda agora), escarpin de salto médio e uma coisa que eu detestava, a fatídica meia-calça opaca e grossa na cor champanhe, aquela que deixava todo mundo com jeito de freira. Ah, e cabelo preso e arrumadinho. Acho que ainda não se usava fazer escova nem baby-liss, era coque mesmo, rabo de cavalo, tiara e presilhas para conter qualquer exuberância ;-)

    Dos dois lados, e passando pela zona cinzenta das estudantes de Direito, no começo dos anos 80 mulher não frequentava academia (quando muito havia feito balé quando criança), musculação era palavrão, e a idéia geral definia beleza e cuidados com o visual como mutuamente excludentes. Ou seja, você era fútil e burra ou posava de séria e competente, inteligente.

    As coisas na SanFran mudaram, Maria Vitória? Espero que sim!

    Quanto à dieta e ao seu problema com acne, é bom mesmo manter-se longe dos suplementos para atletas, a maioria à base de leite (whey, caseína) e açúcar (maltodextrina, dextrose, mel) e um monte de carboidratos.

    Estou às ordens, vou adorar trocar idéias com a colega.

    PS: Na minha época de estudante, logo no primeiro ano, eu adquiri vícios que me escravizaram por muitos anos: cigarro, café e adoçantes artificiais, se bem que esses eu consumia desde criança, mas nos cinco anos de faculdade as doses eram maciças. Fique longe desses venenos, amiguinha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cláudia,

      primeiro de tudo: obrigada pela resposta carinhosa! Eu e meu pai ficamos muito felizes =D
      Segundo, desculpa a demora em responder. Faz duas semanas, eu cai andando de patins e quebrei o pulso. Pra não ficar sozinha em São Paulo, acabei vindo pra casa da minha avó, em Lorena. Aqui a net do celular é péssima e como eu estava sem computador, acabei ficando meio isolada do mundo!

      Que engraçado ouvir isso. A SanFan tem mesmo essa bipolaridade e acho que, em geral, não mudou muito não. Um novidade é que hoje nós chamamos esse pessoal mais "empoladinho" - principalmente os que trabalham com societário e tributário - de os "coxinhas" da faculdade...haha Mas é essa diversidade que faz a Sanfran tão rica, não é mesmo?!

      Olha, com relação à academia posso te dizer que as coisas estão evoluindo. Não raro eu vejo alunos e alunas andando pelas arcadas com a bolsa de treino. Mas, infelizmente, ainda paira disfarçado esse velho preconceito de que se você tem tempo para cuidar do corpo e ir à academia é porque você está fazendo algo errado, ou seja, estudando ou trabalhando pouco. Tenho minhas dúvidas se um dia ele vai deixar de existir, afinal, é muito mais fácil criticar, não?

      Sei bem dos vícios que fala. Diversas vezes já tive que fugir escondida pra não cair nas tentações das quintas no porão...hahah

      Quanto à dieta, Cláudia, ela me pareceu ainda mais interessante depois que fui informada pela minha dermatologista, ainda esta semana, que meu problema de acne é crônico (chama-se "Acne na Mulher Adulta") e, por ter causa hormonal, só terá solução quando eu entrar na menopausa =(( Gostaria de conseguir acertar uma legal pro meu organismo, sem ter a impressão de que estou cortando "coisa demais", entende?

      Poxa, Cláudia, que bom ouvir isso. Não sei como está a sua programação de competições, mas eu aguardo um "encaixe" na sua agenda. Como já disse, e repito, pra mim será um prazer =D No momento estou sem facebook, mas meu email e mariavitorialanzoni@gmail.com.br.

      Um beijo =**

      Excluir
    2. Oi, Maria Vitória!

      Fiquei muito feliz com a sua resposta e por saber que as coisas mudaram (um pouco, pelo menos) para melhor na nossa São Francisco.

      Os "coxinhas" da minha época eram chamados de "mauricinhos".

      Essa coisa de que ser bonita e/ou cuidar do corpo exclui inteligência, competência e profissionalismo é um ranço da nossa sociedade, em todas as esferas, concorda?

      Enfim, vamos em frente, cada um com seus planos, sonhos e motivações. De nada adianta dar ouvidos a críticas que geralmente partem de gente preconceituosa, invejosa ou que simplesmente tem preguiça de tentar algo diferente.

      Agora, se me permite, faço uma observação quanto ao seu problema de acne e a dieta. Não acho que você deva esperar 30 anos para só se livrar das espinhas quando entrar na menopausa!!!

      É claro que você vai acertar a sua dieta, Maria Vitória. Peço que tente apagar da sua mente essa idéia de privação, de que "está cortando coisa demais". Pense na sua saúde, nos seus projetos; vá fundo na mudança, sem medo.

      Você não precisa das tais "coisas demais", não precisa do açúcar, não precisa depender do leite, do pão, dos molhos e das comidas processadas. Não precisa de refrigerantes nem de álcool. E, definitivamente, não merece ingerir esses venenos por vontade própria!

      Beijos, querida. Mande um abraço para o seu pai.

      Excluir
  21. Já pode ir??? Quero agoooooora!!! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou arrumando tudo !!!

      Assim que a casa estiver pronta para receber os meus hóspedes eu te aviso, Cecília.

      Excluir
  22. Eu queria muito ser sua hóspede. Tenho 32 anos e estou pesando 125 quilos. Preciso de ajuda!
    Achei muito interessante seu estilo de vida, mas não faço a mínima ideia de onde encontrar esses produtos naturais e artesanais, além de não ter condição financeira de comprá-los, já que naturalmente devem ser mais caros.
    Também não tenho quem faça essas comidas, pois moro sozinha trabalho e estudo, fica complicado para cozinhar.
    Gostaria de receitas fáceis, rápidas e saborosas.
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A adoção de uma alimentação 100% natural vai te ajudar muito, Barbara!

      Para começar, elimine da sua vida coisas como glúten (pão, macarrão e massas feitas com farinha de trigo, aveia, cevada e outros grãos), leite e derivados (queijos, creme de leite), e principalmente açúcar.

      Esqueça que existem!!!

      Digamos que a nova Barbara foi morar em outro planeta, um lugar onde esses venenos não existem. Lá também não tem comida processada, ok? Nada de pratos prontos congelados, frios, salsicha, salame, refrigerantes, adoçantes artificiais, gelatinas e pudins, doces, tortas, bolos, biscoitos, salgadinhos... A lista é extensa, mas você vai transformar a sua vida se passar a se alimentar com comida de verdade, ou seja, carne, frango, ovos, peixe, vegetais frescos (um pouco de frutas) e gorduras naturais (azeite de oliva, óleo de coco, manteiga - se não tiver intolerância, banha).

      Quanto às gorduras, você não vai mais usar óleo comum (esses refinados de soja, milho, etc) e nem um pingo de gordura trans.

      Acostume-se a verificar os rótulos ao fazer compras. Se encontrar produtos contendo gordura trans, gordura vegetal ou óleos hidrogenados, amido, farinhas, açúcar, maltodextrina, dextrose, glicose, corantes, adoçantes artificiais e conservantes, não compre.

      Se você não sabe onde encontrar produtos naturais ou se não tem condições de comprar alimentos orgânicos ou peixes selvagens, tudo bem. Faça as suas compras na feira do bairro! Tenha sempre em mente que a nova Barbara come comida de verdade, e não misturas sintéticas e produtos perversos que só estragam a sua saúde e provocam compulsões, doenças e obesidade.

      Se não tem muito tempo para cozinhar, use seu dia de folga para planejar a alimentação da semana, deixe tudo preparado, separado em porções. O planejamento facilita a vida da gente, pode acreditar.

      Dê uma lida no post sobre refeições naturais, também não tenho tempo a perder, trabalho e desempenho muitas funções e atividades, além de cuidar sozinha das compras, da cozinha e da louça.

      http://claudiafitblog.blogspot.com.br/2013/02/4-low-carb-high-fat-100-real-food-baixo.html

      Beijos, querida, comece a mudança agora mesmo! Vá até a cozinha e livre-se do que não serve mais para você.

      Excluir
  23. Olá, Cláudia!
    Tenho 54 anos, 1.52m e, agora, 55 quilos. Antes de conhecer a tua história, muito inspiradora, conheci a dieta low-carb/páleo, através do blog do Dr. Souto e imediatamente aderi, pois já vinha retirando muitos "venenos" da minha alimentação e acrescentando coisas boas, daí foi só um passo, retirar glúten, óleos vegetais, arroz, farinha, açúcar... e aderir às gorduras, sem culpa. Aqui, no Maranhão, não é fácil encontrar óleo de coco da praia, quando encontrei, achei bem carinho,temos em abundância o azeite de coco babaçu, será que faz o mesmo efeito? Outra coisa, já perdi peso, cheguei onde queria, agora quero saúde, manter esse peso e fortalecer a musculatura, será que faço musculação na academia ou esses exercícios funcionais, em casa mesmo? (tenho vários vídeos).
    Com a retirada do glúten, meu sistema digestivo melhorou, mas meu intestino está muito preso, será por conta dos laticínios, que eu mantenho? Voltei a comer também, tapioca (beiju) recheada com ovo (delícia) e aipim, inhame e batata doce, esporadicamente. Onde estou errando? O que você me sugere?
    Ah! não vejo a hora de ter as tuas receitas, elas me dão água na boca!
    Obrigada pela inspiração.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é bom quando a gente consegue se livrar de coisas que atrapalham a vida e a saúde, Nilma! Fico muito feliz por você.

      Não conheço o azeite de coco babaçu, mas sugiro que você experimente, já que é abundante na sua região e mais barato. Veja sempre as condições do produto e o prazo de validade, pois as gorduras podem se deteriorar. Também escolha embalagens em vidro, procure o que não for refinado nem submetido a processos químicos de extração, nos quais se usa solventes e branqueadores.

      Aliás, isso vale para tudo: ficar com os alimentos naturais, artesanais, orgânicos, não processados, virgens, não adicionados de corantes, espessantes, adoçantes etc.

      Além do óleo de coco, você pode usar muitos outros tipos de gordura, como manteiga comum, manteiga clarificada ou ghee (ou a manteiga de garrafa, você tem aí?), essas duas se não tiver problema com laticínios, experimente. Ainda azeite de oliva extravirgem, banha artesanal, o que for mais simples e da melhor qualidade, dentro da sua disponibilidade.

      Sem falar nas gorduras naturais dos alimentos: gemas, aves, carnes, peixes, nozes e castanhas (também se não tiver intolerância, mas sem amendoim, ok?), frutas como coco e abacate, por exemplo.

      Para manter o que conseguiu, fortalecer a musculatura e ganhar massa magra, trabalhe com os pesos! Musculação com cargas desafiadoras é o caminho, na minha opinião. Você pode fazer os exercícios funcionais, mexer o corpo, correr, nadar, enfim, mexa-se, mas se possível dedique-se à musculação em treinos de força.

      Além de retirar esses laticínios, sobre o funcionamento do intestino, de novo, vale experimentar e observar quais alimentos (ou a falta deles) interferem no funcionamento do seu organismo. Eu não me dou bem com nozes e castanhas, mas tem gente que ama. Também há a questão das fibras.

      Geralmente o que se ouve é que precisamos ingerir muitas fibras e líquidos para a boa digestão, mas descobri que esta não é uma verdade absoluta. Em alguns casos de intestino preso pode acontecer justamente o contrário, e a coisa melhora muito ao reduzir as fibras. Mas isso é coisa para falarmos depois que você parar com queijos e todos os laticínios. Tire tudo e veja como se sente, depois reintroduza um item de cada vez para saber o que é bom ou ruim para você.

      Beijos!



      Excluir
  24. Nilma Maria Muniz Galvão25 de novembro de 2014 23:16

    Boa-noite, Cláudia!
    Obrigada pela sua atenção e resposta carinhosa e detalhada.
    Eu, também, acho importante fazer experiências com os alimentos; já retirei o queijo e o iogurte. Espero melhorar.
    Ontem,iniciei a academia, fazendo musculação. Sei que preciso muito, por isso vou me dedicar bastante para obter os devidos resultados.
    Depois falaremos dessas novas experiências e sobre fibras.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Estou chegando a este post meses depois de sua publicação e não vi se houve outros a respeito do "Spa Claudia Vilaça" mas de qualquer modo gostaria de deixar registrado que, após alguns dias devorando seus posts - este aqui http://bit.ly/1Csk3LS eu reli várias vezes e já considero um clássico - devo dizer que a ideia não é apenas boa, mas sim sensacional! Já me imagino passando uma semana das minhas férias no seu "home spa", aprendendo suas receitas e o ápice seria treinar contigo! O projeto é tão bom que deveria não ser apenas um home spa, mas um programa de TV que teria enorme utilidade pública! Parabéns e obrigado por compartilhar suas experiências e conhecimentos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O spa caseiro é o meu sonho, Renato! Já tenho tudo programado: listas de compras, cardápios, preparo das refeições, horários, atividades e muita coisa mais. Há algumas dificuldades para pôr o projeto em prática de imediato, isso em uma escala maior e mais frequente do que os hóspedes e convidados que tenho de tempos em tempos, como o meu amigo do post.

      Mas saiba que estou trabalhando com força total e muito em breve teremos novidades!

      Excluir

Obrigada pela participação! Em breve, seu comentário será publicado e respondido por mim neste post. Mesmo que demore um pouquinho, eu respondo a todos os comentários. Volte mais tarde para conferir a resposta e continuar a nossa conversa, ok?

IMPORTANTE: Não sou nutricionista nem profissional de Educação Física. Não prescrevo dietas nem treinos. Não presto consultorias por meio deste blog, de redes sociais nem de mensagens privadas. Os registros deste blog resultam da minha experiência pessoal e do aprendizado por conta própria.

Para prescrição de dietas, cálculos de calorias e de nutrientes de acordo com as suas necessidades e metas, alimentação aplicável em casos de doenças, intolerâncias e alergias, procure um nutricionista ou médico especializado. Idem para treinos e condições específicas, que devem ser orientados por um profissional de Educação Física.