quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

HIPERTROFIA À FLOR DA PELE: OS ESTROGÊNIOS NOS COSMÉTICOS + ORGÂNICOS DA IKOVE ORGANICS


No post anterior contei sobre a minha preparação para a temporada 2015 de campeonatos internacionais de fisiculturismo natural e fitness.

O objetivo é o mesmo dos anos anteriores: hipertrofia com qualidade, ou seja, aumento de massa muscular e redução de gordura corporal segundo o padrão da categoria INBA Figure (Natural Bodybuilding), que contempla um corpo definido, feminino e sem excessos. Um físico simétrico e harmonioso obtido sem anabolizantes, sem hormônios nem substâncias ou métodos considerados doping. 

Ou seja, SEM DROGAS. 

E, no meu caso, também SEM SUPLEMENTOS e SEM VITAMINAS SINTÉTICAS.


Os mesmos objetivos, os mesmos treinos intensos de musculação, a mesma dieta 100% natural e orgânica de baixo carboidrato.



Mesmo estilo de vida, mesmas bases, mesmos princípios.




Claudia Vilaça - 52 anos

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


Se na minha dieta só entram alimentos naturais e não processados - livres de conservantes, corantes, aromatizantes, espessantes, adoçantes e sabores artificiais, óleos e sal refinados, glutamatos, gorduras trans, açúcar, maltodextrina, pesticidas, alumínio, arsênico e toda a incrível mistureba de ingredientes e venenos que as indústrias de alimentos infantis (coitadinhos dos bebês que param de mamar no peito e consomem aquelas fórmulas exóticas...) e adultos, de bebidas e de suplementos são capazes de criar para seduzir e convencer o consumidor sobre as inúmeras vantagens de intoxicar o organismo com seus produtos -, bem, com o meu corpo e a minha saúde não haveria de ser diferente.

É um pouco mais difícil manter-se 100% natural quando se trata de cuidados corporais porque a oferta de cosméticos orgânicos e ecológicos é muito menor e, para complicar, a leitura dos rótulos pode enganar, e muito do que é vendido como "natural" e "orgânico" não passa das fórmulas agressivas de sempre, com uma pitada de apenas 5% de ingredientes orgânicos adicionada à lista de ingredientes convencionais, encabeçada pelos perversos parabenos, formol, compostos de amônia, sulfatos, silicones, parafinas, óleo mineral, fragrâncias e corantes sintéticos, geralmente obtidos de derivados de petróleo e do carvão mineral por um processo altamente poluente; são substâncias tóxicas, carcinogênicas e perigosas! 

Ah, IMPORTANTE: essas substâncias também PREJUDICAM A HIPERTROFIA e FAVORECEM O ACÚMULO DE GORDURA CORPORAL, mas sobre isso a gente fala daqui a pouco.


A pele é o maior órgão do corpo humano e representa cerca de 16% do peso corporal


Aplicar tais substâncias químicas no corpo é mais nocivo do que ingeri-las. 

Usar um creme facial ou protetor solar, um hidratante, uma loção pós-barba, um condicionador ou removedor de maquiagem formulado com derivados de petróleo (leia-se nos rótulos: petrolatum, parafina, vaselina, óleo mineral e outros) causa um estrago muito maior do que se você comesse um pseudo-alimento plastificado encharcado de gordura trans e sódio, um saco de salgadinhos porcaritos, uma taça de gelatina coloridinha ou bebesse um copo de refrigerante diet ou um shake de whey protein contendo os corantes, conservantes, aromatizantes e adoçantes artificiais de praxe. 

Isso porque A PELE É O NOSSO MAIOR ÓRGÃO, e também o mais fino: menos de 1 milímetro nos separa de uma infinidade de toxinas e agentes agressores. A pele é altamente permeável e permite que as substâncias atinjam diretamente a corrente sanguínea, sendo absorvidas muito mais depressa que qualquer alimento ou bebida, já que esses últimos passarão normalmente pelo processo de digestão, submetidos aos ácidos do estômago e ao "controle" e à filtragem do fígado, dos rins, etc.

Resumindo, a cada vez que se aplica na pele do corpo, no rosto e no couro cabeludo um produto que contenha petroderivados, acontece uma verdadeira injeção na veia de coisas com nomes estranhos e efeitos malignos. Mas por que será que existem essas coisas? Porque são baratas, acessíveis à indústria, fáceis de diluir, de fotografar, de anunciar e de vender. E também por culpa dos consumidores, que preferem produtos perfumados, com cores e texturas atraentes, e que se deixam convencer pelas maravilhas da propaganda e dos supostos benefícios de marcas conhecidas e consagradas.




Os parabenos são usados como conservantes em quase todos os produtos de beleza e de higiene pessoal; afetam o equilíbrio hormonal e estão relacionados ao câncer. Os petrolatos, óleos minerais e parafinas recobrem a pele com uma fina camada semelhante ao plástico, o que fecha os poros e impede a eliminação das toxinas; também são poluentes e contaminam as águas. Os sulfatos dos xampus quebram a barreira protetora da pele e permitem a absorção de substâncias químicas tóxicas. A acrilamida dos cremes faciais está ligada aos tumores mamários. Polietilenoglicol (PEG) ou polisorbato é absorvido pela mucosa nasal e respiração. O tolueno - presente em todos os produtos com perfume artificial, sob a denominação de "fragrância" - provoca anemia, lesões no fígado e pode afetar o desenvolvimento do feto (atenção, futuras mamães!). Os ftalatos estão relacionados à má formação congênita no sistema reprodutor de meninos e à diminuição da motilidade dos espermatozóides em adultos e, ainda, a distúrbios no sistema endócrino, problemas no desenvolvimento sexual, infertilidade e câncer no fígado. A metilizotiazolinona e o triclosan dos sabonetes e xampus podem provocar danos ao sistema nervoso e reações alérgicas. O formol ou formaldeído - também usado como conservante em perfumes, desodorantes e cremes -, ataca o sistema imunológico.

Mundo perigoso !!!


Os petrolatos, parafina líquida e ceras derivadas de petróleo presentes na composição de conhecido creme, de uso adulto e infantil, que promete alto poder de hidratação, cicatrização de tatuagens, alívio de queimaduras e assaduras, calmante da pele após depilação, entre outras mil e uma utilidades


Mas eu mencionei os efeitos das substâncias não-naturais dos cosméticos e produtos de higiene pessoal na HIPERTROFIA e na GORDURA CORPORAL. 

O que tem um xampu a ver com o desenvolvimento dos músculos? De que forma o creme com protetor solar usado diariamente afeta a capacidade do seu corpo de queimar gordura ou a função da tireóide? Metabolismo lento, peitinho nos homens, celulite nas mulheres, TPM bombando, acúmulos nas coxas, no abdômen, queda de cabelos...

Acontece que algumas das tais substâncias não-naturais e tóxicas presentes no sabonete e no creminho nosso de cada dia são absorvidas pela pele e caem na corrente sanguínea, e são então interpretadas pelo sistema endócrino como se fossem estrogênio (hormônio feminino).

O excesso de estrogênio no organismo pode provocar problemas como depressão, ansiedade, falta de concentração, inchaços por retenção de líquidos, baixa libido, infertilidade, tumores.

Os parabenos enganam o organismo e se comportam como estrogênios! E o estrogênio é hormônio feminino, oposto da testosterona, digamos assim, para simplificar. 


Homens e mulheres atletas ou praticantes de musculação tentam aumentar - naturalmente (meu caso!) ou com o uso de drogas - os níveis de testosterona e de hormônios anabólicos e, assim, criar um ambiente que favoreça o aumento de massa muscular e a perda de gordura corporal. 

Hipertrofia e definição é o que se busca, certo? Volume, densidade, baixo percentual de gordura. Força, vigor, energia. Para atingir esses objetivos não poupamos cuidados com a programação de treinos, com a dieta, com a quantidade de proteínas, com a hidratação e as horas de sono e descanso. 

E aí chegam esses produtos formulados à base de petróleo para acabar com a brincadeira e atrapalhar todo o processo?!?!





Os compostos sintéticos que mimetizam o estrogênio são chamados de xenoestrogênios e tidos como bloqueadores dos hormônios naturais. Têm efeito cumulativo, porque nosso organismo não consegue eliminá-los, o que pode levar a diversos tipos de câncer e a doenças degenerativas, como Mal de Parkinson e Alzheimer.

Os xenoestrogênios estão por toda parte: nos inseticidas e agrotóxicos, nos solventes, em agentes branqueadores de roupas e de papel, nos conservantes e corantes de alimentos processados, nas gorduras e óleos refinados, na água da torneira contaminada com estrogênios de pílulas anticoncepcionais, nos hormônios de crescimento presentes em produtos lácteos e nas carnes de animais criados de modo não sustentável e natural, nas embalagens, em detergentes, amaciantes e sabões em pó.

Essas substâncias químicas nocivas também estão nos medicamentos, descritas na bula de antiácidos e de remédios para síndromes dispépticas, náuseas, vômitos, refluxo esofágico e intestino irritável; em fórmulas que agem nas células do sistema imunológico de adultos e crianças (acima dos dois anos de idade) indicadas para alívio imediato e controle de sintomas de psoríase, eczemas e dermatites atópicas; em pomadas para bebês, com uso recomendado a cada troca de fraldas...

Principalmente, os xenoestrogênios e outros venenos estão nos xampus, condicionadores, sabonetes, loções e cremes corporais e faciais, desodorantes e itens de cuidados pessoais em geral.


Por essa razão, tenho procurado eliminar os cosméticos comuns e os produtos tóxicos e só usar formulações certificadas com mais de 95% dos ingredientes orgânicos, além de comprovação de origem e garantia de autenticidade e pureza: 

- sem corantes e fragrâncias artificiais
- sem parabenos e silicones
- sem ingredientes derivados de petróleo ou sintéticos
- sem lauril sulfato de sódio e propileno glicol
- sem ingredientes transgênicos e irradiados
- não testados em animais


Loção corporal certificada orgânica IKOVE ORGANICS


Mate, babaçu e andiroba, mais extratos vegetais de castanha da Índia e centella asiática compõem um creme sensacional e revigorante para as pernas; óleos e extratos de abacate e babosa, açaí, acerola e cupuaçu para tratar os meus cabelos finos, compridos e cacheados, que andaram sofrendo um bocado após o uso prolongado de xampus com parabenos e condicionadores com silicones insolúveis e outras substâncias agressivas; sabonete líquido preparado com flores, frutas e ervas brasileiras de cultivo orgânico. 

Esses são alguns dos produtos 100% naturais da IKOVE ORGANICS que estou usando atualmente.

(A mudança para os cuidados faciais e corporais orgânicos foi a solução definitiva para a dermatite atópica que me acompanhou durante sete meses e me fez peregrinar por consultórios médicos das mais diversas especialidades - três dermatologistas, alergista, endocrinologista, dois gastroenterologistas, oftalmologista -, além de mil exames de análises clínicas, ultrassom, endoscopias, raspagens, culturas e testes de contato, todos com resultados normais e excelentes, e de uma quantidade absurda de pomadas e remédios receitados para aliviar os sintomas de um problema que ninguém sabia o que era, isso em uma pessoa em perfeitas condições de saúde. Detalhe: todos os medicamentos continham parabenos, parafinas, phenoxietanol e corantes, até gordura vegetal hidrogenada! Só percebi depois de comprar, abrir a caixa e ler a bula; não tomei nem usei nenhum deles.)

Estou ansiosa para experimentar também: o esfoliante e a manteiga corporal, loção de limpeza facial, removedor de maquiagem, hidratante labial (que vem embalado em uma latinha super simpática) e o luxuoso serum facial anti-idade à base de açaí, ideal para peles madurinhas como a minha :-)


IKOVE ORGANICS - empresa brasileira de cosméticos naturais e orgânicos
+
Claudia Vilaça - 52 anos, atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - Brasil
INBA Natural Bodybuilding - Brazil


E você? Já sentiu os efeitos nocivos dos petrolatos, dos corantes e dos perfumes sintéticos dos cosméticos convencionais?

Alergias e irritações na pele, queda de cabelos, problemas respiratórios?


Ou coisa pior causada pela ação dos xenoestrogênios? Distúrbios hormonais e metabólicos? Síndrome de ovários policísticos? Acúmulo de gordura, retenção de líquidos, dificuldade para ganho de massa muscular?

Em geral a gente nem imagina que muitos problemas graves têm origem em nossos hábitos mais banais - como o de combinar comidas e bebidas quentes com recipientes de plástico ou embalagens próprias para microondas; a utilização de água da torneira para beber e cozinhar; o consumo de alimentos processados cheios de conservantes, e de leite, carnes, frangos e ovos de animais que recebem hormônios e antibióticos, por exemplo. Quem vai relacionar um câncer de mama com anos de uso do desodorante? Ou uma anemia com o cheirinho delicioso dos produtos de beleza? Infertilidade? Alterações no comportamento sexual? Deformidades genitais?


Conte aí! 

Fale das suas escolhas e deixe as suas dicas e recomendações nos COMENTÁRIOS.

Prometo que volto logo com as minhas impressões e observações sobre os produtos 100% naturais da IKOVE ORGANICS, empresa brasileira que tenho a honra de apresentar como parceira e a alegria de agradecer pelo apoio.



---

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

HIPERTROFIA E PERDA DE GORDURA CORPORAL -> TREINO + DIETA NATURAL DE BAIXO CARBOIDRATO - NOVIDADES E PREPARAÇÃO 2015


Hipertrofia natural com qualidade: eis a minha missão para 2015, dando continuidade ao trabalho que venho desenvolvendo há pouco mais de dois anos.

O objetivo é ganhar densidade muscular - muita massa magra!!! - e um pouco de volume, principalmente nas pernas e nos glúteos, sem aumento ou com redução de gordura corporal.

Também ombros definidos e costas perfeitamente desenhadas formando um "V" com a cintura fininha, abdômen chapado e suavemente marcado, braços no padrão de uma atleta INBA Figure (Natural Bodybuilding).


Claudia Vilaça - 52 anos - BRASIL
Atleta FIGURE

Campeonato internacional de fisiculturismo natural
Natural Olympia 2013
San Diego/EUA
INBA Natural Bodybuilding


Claudia Vilaça - 52 anos - BRASIL
Atleta FIGURE

Campeonato internacional de fisiculturismo natural
Natural Olympia 2013
San Diego/EUA
INBA Natural Bodybuilding


Claudia Vilaça - 52 anos - BRASIL
Atleta FIGURE

Campeonato internacional de fisiculturismo natural
Natural Olympia 2013
San Diego/EUA
INBA Natural Bodybuilding


Claudia Vilaça - 52 anos - BRASIL
Atleta FIGURE

Campeonato internacional de fisiculturismo natural
Natural Olympia 2013
San Diego/EUA
INBA Natural Bodybuilding


Mudam, entretanto, as estratégias utilizadas a partir da observação cuidadosa da evolução do meu corpo. 

Muda a rotina, muda a programação de treinos, mudam as proporções e a composição da dieta.





Revista VEJA - Conversa com CLAUDIA VILAÇA

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


Na época do post de dezembro/2013, segui por cerca de um mês inteiro a idéia do jejum diário de 16 horas como forma de aumentar a produção natural de hormônios anabólicos e favorecer a hipertrofia, mas interrompi a prática ao perceber que estava emagrecendo muito e muito depressa, apesar de me sentir bem, forte e cheia de energia.

Acredito que o período de jejum completo diário (com treino de musculação sem nenhum alimento ou líquido, exceto água) seja excelente quando se tem bastante gordura a perder ou, pelo menos, reservas suficientes para usar como "combustível" sem comprometer a massa muscular. 

No meu caso, com baixo percentual de gordura corporal e devido à composição da dieta (volto a falar sobre isso mais adiante), tantos dias seguidos adotando o jejum de 16 horas podem ter acarretado perda simultânea de gordura e de músculos, por isso voltei a fazer as refeições normalmente - naturais e low-carb -, a intervalos regulares.


Claudia Vilaça - 52 anos

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


Tempos mais tarde, ao falar sobre os meus fiéis parceiros de academia no post de agosto/2014, eu também contei que havia mudado o jeito de treinar, preferindo cargas altas com baixo número de repetições em exercícios e movimentos compostos (e não isoladores).




Meus companheiros de treino
Claudia Vilaça - 52 anos

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


Sempre com o objetivo de ganhar densidade muscular (e tentando fazer crescer essas pernas!) sem aumento de gordura corporal, dediquei-me durante alguns meses a treinos de força máxima com pesos livres - barras, halteres, anilhas, correntes, além do peso do corpo.

Cargas altas, poucas repetições (3 a 5). Quase nada de máquinas, sem drop-sets, sessões intensas e bem mais curtas que as que costumava fazer. 


Já em janeiro/2015, reprogramei as sessões semanais, dando destaque aos grupos musculares que exigem mais atenção e abolindo outros, temporariamente. Estou há três semanas testando a divisão a seguir:

TREINOS

A - Pernas (quadríceps)
B - Ombros 
C - Panturrilhas + glúteos
D - Costas
E - Pernas (posteriores) + glúteos
F - Ombros e braços (bíceps + tríceps)


Ainda, reintroduzi alguns aparelhos e exercícios isoladores, mas mantendo as cargas altas e a ênfase nos pesos livres e nos movimentos compostos; diminuí o intervalo entre as séries, agora com um número ligeiramente mais alto de repetições (em média, de 6 a 8) em perfeita forma e ATÉ A FALHA, sempre.

Duração do treino: de 40 a 55 minutos.

Sem exercícios aeróbicos.


No alto, à esquerda, a programação para o treino do dia;
abaixo, à direita, as anotações e os registros do treino concluído.

Claudia Vilaça - 52 anos

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


Muitas novidades nos treinos, você reparou? Ficar menos de uma hora na academia e fazer a cada dia um treino melhor que o anterior, tudo devidamente anotado no meu caderninho. Sentir os músculos implorando por mais espaço, os ombros fibrados e a pele colada na barriga.


Mas a mudança mais importante na minha preparação para a temporada 2015 de campeonatos internacionais de fisiculturismo natural e fitness (*), que começa com o INBA International All Women's Championships, no mês de abril, em Las Vegas, nos EUA, não está nos treinos, e sim na DIETA.

Especificamente, a diferença é o aumento da ingestão de proteínas, número ao qual eu cheguei depois das mais variadas experiências, como você vem acompanhando aqui no blog. 

(*) A MINHA PARTICIPAÇÃO NOS PRÓXIMOS CAMPEONATOS INTERNACIONAIS DEPENDE DA OBTENÇÃO DE RECURSOS PARA CUSTEIO DE PASSAGENS AÉREAS, DESPESAS com HOTEL, TRANSPORTE e ALIMENTAÇÃO PARA DUAS PESSOAS + TAXAS de INSCRIÇÃO e EXAME ANTI-DOPING. ATÉ A DATA DE HOJE, AINDA NÃO ESTÁ EQUACIONADA A MINHA VIAGEM PARA O MUNDIAL FEMININO DE FISICULTURISMO NATURAL E FITNESS, em ABRIL/2015, nos EUA.


No post HIPERTROFIA E PERDA DE GORDURA CORPORAL - PREPARAÇÃO 2014 eu disse que pretendia estabelecer a quantidade ideal de alimentos e a proporção de macronutrientes que me permitissem o máximo de hipertrofia e de perda de gordura corporal simultaneamente, com o máximo de saciedade e de energia.




Na minha dieta 100% natural e orgânica de baixo carboidrato e gordura alta, a principal dúvida era quanto à participação das proteínas, cujas necessidades variam de acordo com a idade, o sexo, o nível de atividade física, a fase e os objetivos de treinamento, entre muitos fatores. 

Partindo dos moderados 2 gramas por kg de peso ao dia, fracionados em cinco refeições completas, a PROGRESSÃO DO CONSUMO DE PROTEÍNAS foi lenta, sempre acompanhada por observações e ajustes na quantidade de GORDURAS


Ovos KORIN


Veja exemplos das minhas REFEIÇÕES.


Frango KORIN


Com o aumento significativo da quantidade de proteínas para conseguir o máximo de hipertrofia e definição - e mantendo alta a ingestão de gorduras e, consequentemente, de calorias -, gosto de combinar cortes mais magros de frango KORIN e óleo de coco virgem orgânico DR. ORGÂNICO, além de vegetais orgânicos de baixo carboidrato.


Óleo de coco virgem orgânico DR. ORGÂNICO


Para carnes, aves e peixes, meu modo de preparo favorito é o forno convencional. O filé de peito, as coxas e sobrecoxas de frango KORIN (cortes preferidos) eu faço assados ou grelhados, regados com óleo de coco virgem orgânico. Tudo simples, rápido, suculento, delicioso e rende bastante!

Em algumas receitas que necessitam de algo para dar liga - as bolinhas assadas de carne moída, por exemplo - ou para servir como um creme temperado com ervas sobre saladas, uso o óleo de coco sólido mesmo, e para isso sempre deixo um pote de vidro na geladeira, uma vez que o óleo solidifica em temperaturas abaixo de 25 graus. Na foto acima o pote de óleo da direita foi resfriado, note a mudança da cor: o óleo líquido é claro e transparente; bastou esfriar um pouco, o óleo de coco se torna branco e consistente.


Claudia Vilaça - 52 anos

Dieta 100% natural e orgânica

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


Vou pedir licença agora e encerrar este post porque preciso ir até a cozinha desligar o forno e ver como ficou o meu jantar, que depois de desfiado ou em pedaços também fará parte de outras refeições de amanhã, sexta-feira, dia de treino pesado para posteriores de perna e glúteos. Haja proteína e energia!




E voilà, meu filé de peito de frango KORIN livre de antibióticos assado com o puríssimo óleo de coco DR ORGÂNICO em uma porção civilizada, pequenininha assim só para a foto, porque eu vou comer muito mais que isso na minha última refeição de hoje, pode apostar!

Aceita?

Venha, sente-se aqui e vamos continuar a conversa.

---