sábado, 29 de novembro de 2014

ALIMENTAÇÃO ORGÂNICA - CLAUDIA VILAÇA NO SITE DICAS DE MULHER - EU SOU O QUE EU NÃO COMO (2)


DEPOIMENTO sobre ALIMENTAÇÃO ORGÂNICA para o site DICAS DE MULHER

Alimentação orgânica: guia completo para comer bem sem gastar muito

por Tais Romanelli, 29/11/2014

Claudia Vilaça, advogada, tem 52 anos e vive à base de alimentação 100% natural (paleo) e orgânica. Hoje é atleta campeã internacional de fitness, além de representante no Brasil da INBA International Natural Bodybuilding Association e embaixadora mundial do esporte natural (sem drogas).
Mas nem sempre foi assim… Claudia conta que até os 46 anos era completamente sedentária e vivia à base de alimentos altamente processados e suplementos sintéticos de vitaminas, minerais, colágeno e proteínas. “Tudo levava corantes, conservantes, adoçantes e aromatizantes artificiais, gorduras trans, açúcar, sódio, além de diversos ingredientes misteriosos e aditivos de nomes complicados que eu não tinha a menor paciência de verificar nos rótulos. Também consumia grande quantidade de produtos de farinhas refinadas, refrigerantes e álcool”, diz.
Claudia diz ainda que consumia remédios, muitos remédios! “Era remédio para dor de cabeça, que não adiantava nada, pois a enxaqueca era a minha mais fiel companheira de todas as horas do dia e da noite. Remédio para irregularidades menstruais e para a síndrome de ovários policísticos. Remédio para unhas fracas e queda de cabelos. Remédio para dermatites. Remédios para cãibras e para retenção de líquidos. Fórmulas e tratamentos para celulites, flacidez intensa e gordura localizada. Shakes e fitoterápicos para aliviar os sintomas do que eu pensava já ser a chegada da menopausa”, relata.
Mas, de acordo com Claudia, tudo era em vão. “Eu continuava me sentindo péssima, fraca, inchada, sempre cansada e com sono, sempre com fome ou compulsão por massas e doces, sem ânimo nem energia para nada”, comenta.

Claudia Vilaça, 52, atleta e advogada. Fotos: Lailson Santos

Hoje, a atleta diz que se dá conta de que não comia comida de verdade. “Entre uma infinidade de pães, massas, pizzas, bolos, frituras e pratos comprados prontos, molhos, latarias, conservas, salgadinhos e guloseimas, raramente havia espaço para uma salada fresca e um simples pedaço de carne, peixe, frango ou ovos”, diz.
Claudia decidiu então praticar atividades físicas e as coisas foram mudando, aos poucos. “Passei a consumir mais proteínas in natura para suportar os treinos, abandonei a garrafa de vinho que tomava – inteira – toda santa noite e as dezenas de canecas de café com adoçante do resto do dia, e, principalmente, assumi a compra dos ingredientes, o planejamento e o preparo das minhas refeições. Quer dizer, em vez do setor de embutidos e de pratos congelados e das prateleiras repletas de caixas, vidros, latas e embalagens em geral, fui para o outro lado do supermercado, escolher os ovos e o frango sem antibióticos, o peixe selvagem, a carne de animais criados no pasto, os vegetais sem agrotóxicos, o óleo de coco orgânico e o azeite de oliva extravirgem, o sal marinho não refinado, a água mineral alcalina sem adição de cloro e de flúor. Fui para a feira e para a cozinha, para variar”, relata.
À medida que os novos hábitos iam se instalando, a saúde, o humor e o estado geral sofreram uma drástica transformação, uma revolução silenciosa e diária, e Claudia diz ter se tornado “outra pessoa”.
Tornei-me uma mulher mais jovem e mais sadia, uma ‘cinquentona’ corajosa e ávida por planos, aventuras e desafios
A atleta conta que, adotando a alimentação 100% natural e orgânica como estilo de vida (ou seja, para sempre e em todos os momentos, sem fazer uma dieta com prazo determinado ou com meta de quilos a perder ou a ganhar ), ela eliminou os corantes, os conservantes e todo o tipo de aditivos e subprodutos da industrialização. “Também reduzi enormemente a ingestão de toxinas, além de substâncias que prejudicam a absorção dos nutrientes, o bom funcionamento da tireoide e a fixação do cálcio, por exemplo. Sem transgênicos, sem vitaminas sintéticas, sem remédios, sem venenos. Sem pílulas, sem pós, sem shakes, sem suplementos. Absolutamente sem drogas”, destaca.
Apenas com comida natural de qualidade, água e um pouco de sol para os ossos, Claudia relata que adeus às dores, ao cansaço, aos problemas hormonais, ao desânimo e à falta de energia. “Despedi-me dos remédios e dos suplementos. Tornei-me uma mulher mais jovem e mais sadia, uma ‘cinquentona’ corajosa e ávida por planos, aventuras e desafios”, diz.

Vale a pena investir nesse tipo de alimentação?

Em geral, os orgânicos são mais caros que os produtos não orgânicos. “Porém, quando se compara os preços, a gente percebe que consumir carnes, gorduras e vegetais in natura – orgânicos ou não – sai muito mais barato do que consumir produtos industrializados, como pães, doces, sorvetes, biscoitos e barrinhas, cereais matinais, iogurtes e bebidas lácteas, sopas prontas, sucos, lazanha congelada, nuggets, batata frita e salgadinhos, queijos, salsicha, salame, mortadela, conservas de ervilha, milho, tomate etc.”, comenta Claudia.
Com relação aos alimentos in natura não orgânicos – frutas e legumes, carnes e gorduras – serem mais baratos do que os orgânicos, Claudia acredita que é importante considerar o preço que se paga com a própria saúde e qualidade de vida.
“O Brasil é um dos maiores consumidores de agrotóxicos do mundo, essas substâncias têm efeito cumulativo e vão minando o organismo. Animais ‘bombados’, confinados e criados à base de ‘aceleradores de crescimento’ e ‘melhoradores de desempenho’, antibióticos e rações não apropriadas à espécie. Peixes de cativeiro que recebem hormônios para mudar de sexo e adquirir mais peso e, assim, maior valor de venda. Sal refinado iodado com adição de alumínio e agentes branqueadores. Soda cáustica, água sanitária, chumbo, mercúrio, arsênico adicionados às rações das aves”, comenta a atleta.
Para Claudia, tudo isso que se anuncia na televisão e nas revistas, que se compra e se consome no dia-a-dia, desencadeia alergias, doenças autoimunes e degenerativas, dependências químicas e compulsões, depressão e síndromes, demência, tumores e o extenso rol de “males da vida moderna”, que podem ser evitados, tratados e superados com a simples adoção de uma dieta natural e sem venenos.

Dicas para adotar uma alimentação mais natural

Claudia dá algumas sugestões para quem pretende aderir a uma alimentação mais natural e orgânica sem gastar muito.
  • Procure sempre pelos produtos in natura e por prepará-los em casa. Ou seja, evite ao máximo os alimentos processados, mesmo os orgânicos, como pães, biscoitos, doces, molhos, sucos, embutidos e pratos prontos. “Resumindo:alimentos naturais (não processados, não industrializados), sempre. Alimentos naturais e orgânicos, quando possível”, diz.
  • Fora de casa é comum a opção de um restaurante por quilo ou prato feito, com uma fonte de proteínas (carne, peixe, frango, ovo) e salada e vegetais, como mandioca, inhame, cará etc. “Também os itens da culinária local costumam ser mais acessíveis, fora dos grandes centros urbanos”, acrescenta Claudia.
  • Os vegetais orgânicos não são tão mais caros que os não orgânicos e consumi-los é bem mais seguro. “Entre os orgânicos, verduras de folhas, tomate, pimentão, legumes e frutas que tendem a acumular resíduos na casca ou que sabidamente absorvem maior quantidade de agrotóxicos são itens pelos quais vale a pena pagar um pouco mais”, diz.
  • Se o orçamento não permitir a compra de vegetais orgânicos, escolha na feira do bairro a alface, a couve, a escarola mais fresquinha; lave as verduras muito bem e as deixe por uma hora na saladeira de barro antes de consumir. “Aproveite e coloque na sacola chuchu, abobrinha, cenoura e repolho para refogar com a carne moída de segunda, que é saborosa e sacia mais”, acrescenta Claudia.
  • Se não pode ou não quer gastar muito, use carne de segunda ou de terceira em picadinhos ou preparados na panela de pressão. “Músculo, acém, costela são cortes baratos e rendem refeições deliciosas”, comenta a atleta.
  • O mesmo vale para aves, ovos, peixes e outros animais. Se não puder comprar o orgânico, opte pelo caipira. “Use todas as partes da galinha, do porco e do peixe, e não apenas as mais ‘nobres’”, sugere.
  • Quem puder pescar ou tiver a disponibilidade de peixes não criados em cativeiro já faz uma boa economia e se alimenta muito bem, sem recorrer a enlatados e produtos industrializados.
  • Vísceras ou miúdos e órgãos internos, como moela, fígado, língua, bucho e coração contêm proteínas, gorduras, vitaminas e minerais importantes, não são caros e rendem bastante.
Com todas essas dicas fica muito mais fácil aderir à alimentação orgânica sem gastar muito e, com certeza, bons motivos para isso não faltam!
Mas, se não for possível comprar sempre alimentos orgânicos, não se esqueça de optar sempre, pelo menos, pelos alimentos naturais (não processados, não industrializados). Além de mais saudáveis, eles têm a vantagem de oferecer, de forma geral, preços melhores!

terça-feira, 11 de novembro de 2014

NOVAS AMIZADES: BELEZA, ARTE, CORES E SABORES + PROJETO 2015 NA CASA DA CLAUDIA VILAÇA (2)


Conheci duas mulheres maravilhosas, fascinantes, duas artistas, e estamos planejando fazer muitas coisas bacanas juntas.

A linda Débora Reis vive no mundo da música, do teatro e da maquiagem. Seu elemento é o palco!


Débora Reis


Cantora, atriz e makeup artist, Débora Reis é autora do blog BELEZA COMPRADA e dedicou um post à minha história - que ela considera de "utilidade pública" hahaha - convidando seus leitores e seguidores a participar da nossa próxima aventura: uma conversa ao vivo, gravada em vídeo.


Débora Reis


No vídeo, responderei as perguntas recebidas pela Débora Reis no post Claudia Vilaça - Campeã de Fitness aos 52 anos ou em seu e-mail deborareis@belezacomprada.com


Você também tem dúvidas e sugestões?

Topa se lançar no nosso Projeto 2015 com uma reviravolta no corpo, na saúde, na alimentação e no seu estilo de vida?

Leia o post do BELEZA COMPRADA, comente e participe!

---

E para tornar o Projeto 2015 ainda mais saboroso, a gente conta com a preciosa colaboração da chefe-de-cozinha, confeiteira, banqueteira de mão cheia (festeira que só ela :-) e especialista em alimentação paleo, Dirlene D'Addio.


Dirlene D'Addio


Minha amiga Dirlene D'Addio, idealizadora e proprietária do espaço gastronômico Deli Art Cake Creations, é autora do e-book RECEITAS PALEO PARA TODAS AS HORAS, com 55 receitas fáceis para as nossas refeições naturais. Sugestões de entradas, saladas, pratos salgados e sobremesas deliciosas, tudo sem glúten e sem lactose, tudo simples e fresquinho, com muita comida de verdade. 


Receitas Paleo para Todas as Horas


E ainda, saindo do forno, o e-book RECEITAS PALEO PARA O NATAL, com idéias para curtir o Natal mantendo a dieta 100% natural, com panetone, rabanada, bolo de Natal e carnes especiais. Dez opções para a ceia, todas gostosas e fáceis de fazer. 


Receitas Paleo para o Natal


Pensa que acabou? Que nada!

Com a colaboração da Dirlene D'Addio, estou organizando um encontro que venho prometendo aqui no blog faz tempo, desde que contei sobre o meu hóspede e o sucesso do "spa caseiro" NA CASA DA CLAUDIA VILAÇA.

Pois agora você é meu convidado e minha convidada !!!


Ainda não defini a data, mas aviso assim que puder.

Vamos terminar 2014 em grande estilo e começar 2015 com muitas novidades, amizades, conquistas e alegrias.


Revista VEJA - Conversa com CLAUDIA VILAÇA

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL

---

domingo, 12 de outubro de 2014

DESAFIO DO JOGO LIMPO = CLAUDIA VILAÇA 100% NATURAL


A participação em cinco campeonatos internacionais de fisiculturismo e fitness no período de um ano e as classificações obtidas com 100% de aproveitamento entre as três primeiras colocações tornaram-me alvo de críticas e de comentários que questionam a minha integridade e colocam em dúvida ou atacam diretamente a minha condição de atleta natural.

Não basta ser membro ativo e representante no Brasil da INBA International Natural Bodybuilding Association e embaixadora mundial do esporte natural.

Não basta ser testada antes de cada competição segundo os rigorosos critérios e cumprindo as exigências do Comitê Olímpico Internacional e da Agência Mundial Anti-Doping.


Sou chamada de mentirosa e de farsante por declarar que EU NÃO USO NEM JAMAIS USEI NENHUM TIPO DE DROGA, lícita ou ilícita, com ou sem acompanhamento médico.

NENHUMA INGESTÃO nem NENHUMA APLICAÇÃO DE HORMÔNIO DE NENHUM TIPO, nenhuma reposição hormonal, nenhum hormônio da tireóide, nenhum anticoncepcional hormonal, nenhum GH, nenhuma testosterona e derivados, nenhum esteróide anabolizante, nenhum narcótico, nenhum antidepressivo, nenhum calmante, nenhum remédio para dormir nem para ficar acordada ou melhorar a memória e a concentração, nenhum estimulante (Ice®, Speed® e outros), nenhum energético, nenhum isotônico, nenhuma anfetamina, nenhuma metanfetamina, nenhuma efedrina, nenhuma pseudoefedrina, nenhuma ritalina, nenhuma sibutramina - nem outras minas ;-)

Nenhum termogênico, nenhum diurético, nenhum moderador de apetite, nenhum "queimador de gordura", nenhum ativador artificial do metabolismo.

NENHUM SUPLEMENTO, nenhum fitoterápico, nenhuma fórmula manipulada nem medicamentos contendo substâncias proibidas pela Agência Mundial Anti-Doping e pelo Comitê Olímpico Internacional, entre as quais as presentes em remédios populares, baratos e vendidos sem receita médica, como o isometepteno da Neosaldina® e outros analgésicos e antigripais; a finasterida para a prevenção de queda de cabelo; a pseudoefedrina do Franol® e de broncodilatadores e descongestionantes nasais, que compõe a poderosa mistura pré-treino conhecida por ECA (efedrina + cafeína + aspirina); o extrato de casca de laranja amarga ou Citrus aurantium dos tratamentos para combater a celulite e a retenção de líquidos, etc. 


NADA DISSO, NADA, NUNCA.
NADA DE DOPING !!!


Nenhum acelerador de resultados ou melhorador de desempenho, nenhuma substância diferente de ALIMENTO NATURAL e ÁGUA que influencie no aumento de massa muscular, na perda de gordura corporal, na força, na disposição e/ou no estado de saúde em geral.


Claudia Vilaça - 52 anos

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


À exceção de duas cesarianas e da colocação de próteses nos seios (*) após a gestação e amamentação dos meus dois bebês (hoje com 21 e 19 anos), não me submeti a nenhuma cirurgia, nenhum implante, nenhuma retirada de tecidos

Ou seja, ninguém pôs nada nem tirou nada de mim de modo a me proporcionar um melhor rendimento físico no esporte e consequentes vantagens competitivas desleais e desiguais.

(*) NOTA: Os seios são constituídos basicamente por gordura e glândulas mamárias, e se posicionam sobre o músculo peitoral. Em mim, os dois períodos de amamentação intensiva e por tempo prolongado consumiram toda a gordura e a maior parte das glândulas mamárias, ficando apenas sobra de pele sobre o peito. O problema era agravado pelo fato de eu ter uma deformidade no tórax, uma depressão óssea chamada pectus excavatum, daí a indicação e a colocação das próteses, dezoito anos atrás.


Nenhuma lipoaspiração, nenhuma lipoescultura, nenhuma abdominoplastia, nenhuma plástica no corpo nem no rosto.

Nenhum preenchimento, nenhum metacril, nenhuma bioplastia de glúteos e pernas, nenhum silicone e similares em estado sólido, líquido, gasoso ou em gel.

Todas as costelas com as quais eu nasci continuam no seu devido lugar.


Claudia Vilaça - 52 anos

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


Até há pouco tempo eu encarava esses ataques como elogios; afinal, se acreditam que o corpo de 52 anos com que obtive duas vitórias, dois segundos lugares e uma terceira classificação nos mais importantes eventos do fisiculturismo natural mundial é resultado de cirurgias e do uso de drogas é porque tive sucesso em meu objetivo no esporte: a partir do total sedentarismo e de uma alimentação completamente errada, evoluir por meus próprios meios autodidatas - e naturais - e atingir uma forma física proporcional e harmoniosa, que agrade tanto aos árbitros e às platéias dos campeonatos de fitness quanto aos observadores em geral, mantendo a saúde em perfeitas condições.


Claudia Vilaça - 52 anos

Atleta FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


Entretanto, aproveitando a recente sofisticação das críticas, que agora especificam qual procedimento eu usei ou deixei de usar nas costas, na barriga, nas pernas e nos glúteos ou, ainda, o nome e a dosagem de tudo o que supostamente tomei, injetei ou apliquei em cada parte do corpo, venho lançar um DESAFIO.


O DESAFIO DO JOGO LIMPO

Dirijo-me a todos: médicos, nutricionistas, educadores físicos, e suas respectivas entidades de classe; federações de fisiculturismo e fitness, nacionais e internacionais; revistas, jornais, sites, programas de televisão, publicações e veículos voltados ao esporte, ao bem-estar, à saúde, à nutrição e à boa forma; patrocinadores, parceiros e leitores deste blog, membros de grupos de discussão, seguidores nas redes sociais e demais interessados.

Em que consiste o DESAFIO: submeter-me publicamente, a qualquer momento e por qualquer método e tantas vezes quantas forem solicitadas, a exames médicos (genéticos, clínicos, laboratoriais, de imagem etc), testes toxicológicos e antidoping de amplo espectro aplicados por agentes habilitados e credenciados para PROVAR QUE SOU - E SEMPRE FUI - 100% NATURAL.

Estendo o DESAFIO aos atletas e profissionais da área, modelos fitness, garotos e garotas-propaganda da indústria de suplementos, personalidades que estampam as capas das revistas exibindo o resultado de seus treinos e dietas, apresentadores e apresentadoras de TV, auxiliares de palco, misses, musas e musos sarados com suas legiões de fiéis seguidores e os convido a se apresentar para os exames e testes do DESAFIO DO JOGO LIMPO, nas mesmas condições.


Se o senso comum afirma que "Todo mundo nesse meio usa drogas, principalmente os atletas de competição. E quem diz que não usa está mentindo", meu objetivo e minha missão com o DESAFIO DO JOGO LIMPO é mostrar que SIM, em QUALQUER IDADE é possível atingir a melhor forma física da sua vida APENAS com treinamento, alimentação natural, dedicação e disciplina. Sem drogas de nenhum tipo, sem cirurgias nem intervenções estéticas e, no meu caso, também SEM SUPLEMENTOS e sem VITAMINAS ARTIFICIAIS. 


Se você tem alguma dúvida ou observação referente à minha condição de atleta natural, faça a sua pergunta, lance a sua crítica ou declare a sua acusação na seção de COMENTÁRIOS. 

O mesmo vale com relação às suas personalidades fitness favoritas, suas fontes de inspiração. Você acredita que eles e elas usam drogas, lícitas ou ilícitas? De que tipo? Qual exame ou prova eliminaria as suas supeitas? É tudo treino e dieta com muito frango, clara de ovo e batata-doce, mais um coquetelzinho básico e inocente de vitaminas, cápsulas de ômega 3 e de colágeno, ou você acha que existe a adição dos mágicos e eficientes "recursos ergogênicos" na equação do corpo perfeito?

A famosa que secou 10 quilos de gordura e ganhou 5 quilos de puro músculo em tempo recorde; a jovem atriz que alterna períodos de flacidez e quase obesidade, fugindo dos fotógrafos, com épocas de deusa escultural e símbolo do avanço da medicina ortomolecular e do poder da meditação, do chá verde e das longas caminhadas à beira-mar...

E o bumbum redondo e empinado e os pernões da dançarina que levam qualquer mortal a agachar muuuuito e caprichar no leg press e nas caneleiras, não sem antes postar uma selfie no Instagram mostrando a roupinha do dia e uma frase edificante para motivar os fãs? O tal "bumbum na nuca" tem metacril ou outro tipo de preenchimento ou substância? Os glúteos incríveis são malhados na academia ou feitos à mão em uma clínica especializada? A cintura finíssima parece ainda menor nas fotos de lado, mas a garota jura que não retirou as costelas flutuantes, que isso é coisa de família. Verdade? Você se convence com a sinceridade e a silhueta de heroína romântica, que poderia ter saído de uma cena de E o Vento Levou - com direito a escrava para amarrar o espartilho - direto para a academia de ginástica para um treino de "esmagar" os músculos abdominais até deixá-los duros feito pedra e em gomos? Santa genética dos bons ossos? Talvez obra das aulas de balé e de alongamento?

Nas praias e nos sites de fofocas que se ocupam da vida das celebridades de todos os naipes, a profusão de pêlos descoloridos com água oxigenada cobre coxas musculosas, costas, braços, peito, o bumbum e o inevitável e invejado abdomen tanquinho das meninas, que recebem o carinhoso apelido de "ursinhas". Você se pergunta por que tantas mulheres peludas hoje em dia? E pêlos longos e grossos nas costas, no bumbum... A voz grave das moças é tão sexy! Os rapazes explodem em veias, gigantes de 120 quilos com 3% de gordura corporal. 

São atletas e praticantes de musculação, gente admirada (muitas vezes, idolatrada) e valorizada pela mídia e pelos formadores de opinião, pessoas em quem a sociedade se espelha e acredita piamente e, por isso mesmo, consome com tanta avidez os produtos da indústria fitness. 

Será que essas pessoas representam o ideal de beleza, de vigor físico e juventude? Serão elas e eles os vitoriosos que descobriram como controlar o tempo e cada célula dos seus corpos magníficos apenas com a força de vontade e o conhecimento de como treinar e se alimentar? Vamos ouvi-los? E, finalmente, será que se dispõem a enfrentar os testes e os exames médicos, toxicológicos e antidoping do DESAFIO DO JOGO LIMPO?





sábado, 4 de outubro de 2014

CLAUDIA VILAÇA LOOKS FOR SPONSORSHIPS AND BUSINESS OPPORTUNITIES = CLAUDIA VILAÇA BUSCA PATROCÍNIOS, APOIOS E PARCERIAS COMERCIAIS


Este ano não terei oportunidade de repetir o gesto de que mais me orgulho em minha carreira de atleta: levantar a bandeira verde e amarela e representar o Brasil nos dois maiores eventos internacionais do fisiculturismo natural - a INBA WORLD CUP (Copa do Mundo) e o NATURAL OLYMPIA -, que acontecem no mês de novembro, nos Estados Unidos.


Claudia Vilaça - 52 anos

Atleta Grand Master FIGURE
Fisiculturismo Natural - BRASIL
INBA Natural Bodybuilding - BRAZIL


No ano passado, estreando nos palcos internacionais em plena Hollywood, eu venci a INBA WORLD CUP - a Copa do Mundo do fisiculturismo natural e fitness. 

Falei aqui sobre as minhas aventuras na terra das estrelas de cinema, você se lembra?



Claudia Vilaça - 52 anos - BRASIL
Campeonato internacional de fisiculturismo natural
  Categoria Grand Master FIGURE

INBA World Cup 2013
Primeiro Lugar

Hollywood, Los Angeles/EUA
02/novembro/2013
INBA Natural Bodybuilding


Também contei sobre os preparativos, as dúvidas e as inquietações diante das novas e desafiadoras experiências.




Até agora, em um ano, foram cinco participações em campeonatos internacionais, todas coroadas de sucesso, todas com pódio (entre as três primeiras classificações):


INBA WORLD CUP 2013
Primeiro Lugar
02/novembro/2013 - Hollywood, Los Angeles - EUA

FOREVER NATURAL 2013
Primeiro Lugar
28/setembro/2013 - Las Vegas - EUA

ALL WOMEN'S CHAMPIONSHIPS 2014
Segundo Lugar
12/abril/2014 - Las Vegas - EUA

INTERNATIONAL FLEX APPEAL 2013
Segundo Lugar
21/setembro/2013 - Reno - EUA

NATURAL OLYMPIA 2013
Terceiro Lugar
08/novembro/2013 - San Diego - EUA


Claudia Vilaça (à esquerda) - 52 anos - BRASIL
Campeonato internacional de fisiculturismo natural
  Categoria Grand Master FIGURE

INBA World Cup 2013
Primeiro Lugar

Hollywood, Los Angeles/EUA
02/novembro/2013
INBA Natural Bodybuilding


Claudia Vilaça - 52 anos - BRASIL
Campeonato internacional de fisiculturismo natural
  Categoria Grand Master FIGURE

INBA Forever Natural 2013
Primeiro Lugar

Las Vegas/EUA
28/setembro/2013
INBA Natural Bodybuilding


Claudia Vilaça - 52 anos - BRASIL
Campeonato internacional de fisiculturismo natural
  Categoria Grand Master FIGURE

INBA International Flex Appeal 2013
Segundo Lugar

Reno/EUA
21/setembro/2013
INBA Natural Bodybuilding


Claudia Vilaça - 52 anos - BRASIL
Campeonato internacional de fisiculturismo natural
  Categoria Grand Master FIGURE

Natural Olympia 2013
Terceiro Lugar

San Diego/EUA
08/novembro/2013
INBA Natural Bodybuilding


Claudia Vilaça - 52 anos - BRASIL
Campeonato internacional de fisiculturismo natural
  Categoria Grand Master FIGURE

Natural Olympia 2013
Terceiro Lugar

San Diego/EUA
08/novembro/2013
INBA Natural Bodybuilding


Pois este ano - e por tempo indeterminado -, por falta de recursos, terei de cancelar minhas próximas participações como representante do Brasil nos campeonatos internacionais de fisiculturismo natural.

O fisiculturismo é um esporte individual, o atleta não é contratado de um time (recebendo salário e remunerações em dinheiro) nem pertence a um clube ou equipe profissional ou amadora, como acontece em outras modalidades. 

O fisiculturista depende de PATROCÍNIO e de APOIO para se manter e exercer suas atividades.


Das vezes anteriores (e desde sempre!), eu banquei tudo por conta própria: passagens aéreas, despesas com locomoção e aluguel de carro, hotéis, alimentação, biquínis exclusivos e feitos sob medida, roupas, sapatos, acessórios, bronzeamento, cosméticos e maquiagem, além de anuidades da federação esportiva e taxas de inscrição em cada torneio, os caros exames anti-doping, ingressos e acesso de acompanhante ao backstage, fotos e vídeos, entre outras coisas (por exemplo, pagar uma pessoa para vir cuidar dos meus gatos quando estou fora de casa, os dias de afastamento do escritório e do "ganha-pão" etc).

Ah, lembrando que não há prêmios em dinheiro nesses campeonatos. Aos vencedores, medalhas e troféus, e é só. Convites, contatos e oportunidades bacanas podem ou não acontecer.

Isso sem mencionar os gastos rotineiros no Brasil, como mensalidade integral da academia de ginástica (nem um desconto sequer, nenhuma cortesia para uma atleta com títulos mundiais, nada mesmo); roupas, tênis, acessórios e equipamentos para treino; higiene e cuidados básicos com o corpo com produtos e embalagens seguras, que não contenham xenoestrogênios nem prejudiquem o equilíbrio hormonal e o metabolismo (só uso pasta de dente sem flúor, detergentes naturais, xampus, loções e cosméticos sem parabenos e fenoxietanol, panelas e recipientes que não transfiram resíduos tóxicos etc), água mineral ou purificada sem cloro e sem flúor e, o mais importante, a manutenção da saúde, do vigor e da forma física com a DIETA 100% NATURAL e ORGÂNICA, com itens de primeira qualidade, sem sal refinado iodado, sem óleos refinados e SEM SUPLEMENTOS, SEM HORMÔNIOS, sem remédios, sem vitaminas artificiais.

A conta vai longe !!! 


À exceção do essencial e excelente óleo de coco virgem orgânico da DR. ORGÂNICO, empresa que me apóia, eu venho pagando tudo sozinha, usando o que recebo por minhas outras atividades profissionais. 

Não tenho colaboradores nem assessores.

Não tenho cozinheira nem empregada doméstica.

Não tenho personal nem parceiros de treino.

Não tenho preparador físico nem nutricionista.

Não tenho acompanhamento médico nem de fisioterapeuta.

Não tenho equipe nem nenhum tipo de suporte técnico.

A representação, no Brasil, da INBA International Natural Bodybuilding Association e a condição de embaixadora mundial do esporte natural são trabalhos voluntários, não remunerados.


Infelizmente, no momento não posso arcar com essas despesas, especialmente as mais expressivas, como as viagens internacionais.

Procuro patrocínios, parcerias comerciais e/ou apoio de entidades nacionais ou estrangeiras, empresas, profissionais liberais ou de particulares que simpatizem com o meu perfil e os meus propósitos, em troca de ações de marketing, de publicidade, de reciprocidade, de demonstração e opinião sobre produtos e serviços, de presença em eventos, de depoimentos e palestras, de sessões informais de bate-papo (com dicas sobre programação de treinos e adaptação a dietas paleo e de baixo carboidrato, por exemplo, além da utilização de ingredientes orgânicos no preparo das refeições, como perder gordura corporal e driblar a fraqueza e a falta de energia sem usar suplementos, estimulantes nem vitaminas artificiais etc), de intercâmbio de informações e outras formas de colaboração e retribuição, a combinar.

Ou seja, busco identificar e firmar relacionamentos que me permitam evoluir na trajetória de atleta, representando o Brasil e divulgando o esporte natural e a alimentação sadia, a vida sem drogas e sem venenos, e as infinitas possibilidades de transformação que trazemos dentro de nós, em qualquer idade. 

Continuar a ajudar as pessoas que me lêem e que me seguem, partilhar as experiências e as descobertas, o aprendizado na prática, os erros e os acertos, inspirá-las a estabelecer novas metas e dar adeus a hábitos negativos e ao que não lhes serve mais. Mostrar o quanto pode ser gratificante se aventurar e persistir sem se preocupar com prazos e números; ter um projeto, desafiar-se e seguir em frente pelo simples prazer de se reinventar.

Senhores patrocinadores: eu quero ser este exemplo de mudança, de automotivação e de disciplina !!!


Propostas, idéias, sugestões?

Recomendações?

Você conhece alguém que possa me ajudar?

Por favor, deixe um recado nos Comentários ou 
entre em contato por e-mail: claudiavilaca2@gmail.com

Obrigada !!!